Seu cachorro fica chorando sempre que você sai?

a imagem contem um cachorro olhando pra frente através de um portão de arame

Você sai de casa e ouve seu cachorro chorar? Você volta do trabalho e encontra sua casa destruída? Estas são duas situações típicas para um cão com ansiedade de separação, um problema que precisa ser resolvido para evitar que seu cão sofra.

É importante estar atento ao problema. Não espere que ele se resolva sozinho; pense no porquê de acontecer e descubra qual é a melhor solução para seu cão. Neste artigo você encontrará informações que o ajudarão a encontrar a resposta para a ansiedade de separação do seu animal de estimação.

Conteúdo:

Reações de um cachorro com ansiedade de separação

Quando um cão sofre de ansiedade de separação, ele pode externalizá-la com comportamentos diferentes. Não apenas um cão que chora quando deixado sozinho ou urina quando deixado sozinho tem ansiedade, mas ele pode ter qualquer um dos seguintes sintomas.

  • Vocalização: choro, latido ou uivo.
  • Destruição: mordendo móveis, arranhando portas etc.
  • Descarte inadequado: urinar ou defecar onde ele não tem o costume de fazê-los.

Um cão que não está feliz por estar sozinho sofrerá quando você sair, mas se você estiver ciente do problema e trabalhar para resolvê-lo, você pode eliminar essa ansiedade que afetará tanto você quanto ele.

Possíveis causas

A compreensão das causas do problema ajudará você a encontrar a melhor solução. Um cão que chora, ladra ou destrói a casa quando você sai pode estar sofrendo de um dos seguintes sintomas:

  • Separação precoce: os cães devem passar pelo menos as primeiras 8 semanas de vida com sua mãe. Se eles forem separados mais cedo, este tipo de comportamento pode ocorrer.
  • Excesso de proteção: um cão que é superprotegido por seus donos é normal para exibir este tipo de comportamento.
  • Trauma: uma má experiência como cãozinho ou durante a ausência do dono pode desencadear um trauma. Se assim for, ele terá dificuldade de ficar completamente sozinho.
  • Mudanças em sua vida: um movimento, mudanças na rotina, mudanças na unidade familiar... estes eventos vão criar instabilidade em sua vida.

Pense se alguma destas situações ocorreu em seu caso. Se você passou por uma mudança ou por um período de mudanças na casa, tente dar alguma estabilidade.

Mas se você acha que o problema é outra coisa, como a separação precoce ou algum trauma, siga as recomendações que você tem no próximo ponto.

Veja alguns procedimentos que o ajudarão a acostumar seu cão a ficar calmo quando você sair.

Como ensinar seu cão a ficar sozinho?

Para poder ficar várias horas de cada vez na casa vazia, você terá que ir devagar. Para isso, você precisa fazer isso de duas maneiras:

Deixe o cão em paz enquanto você está em casa, você terá que acostumar seu cão a ser deixado sozinho em algum lugar da casa. Este será um passo intermediário que o ajudará a se ajustar.

Tente isto enquanto estiver fazendo as tarefas ou durante uma atividade na qual ele possa ouvi-lo. Deixe seu cachorro na área da casa onde ele tem seus brinquedos e sua cama enquanto você faz isso. Isto evitará que seu cão esteja em sua companhia o tempo todo. O excesso de contato pode levar a esta desordem, portanto, passar um pouco de tempo todos os dias com ele sozinho e em silêncio o ajudará a saber como lidar sem você.

A próxima coisa é deixá-lo em casa sem ninguém mais. Para fazer isso, é preciso aumentar gradualmente o tempo que você está lá, mas alternando de vez em quando com passeios mais curtos. Por exemplo; no primeiro dia, você sai por 2 ou 3 minutos. No dia seguinte, faça isso por 5 minutos. Em seguida, faça-o por 7. Mas no dia seguinte, faça-o por 4 ou 5 minutos. Depois aumente-o para 9 e depois diminua-o para 6 ou 7.

Ao alternar o tempo de retorno, seu cão não saberá se vai demorar mais ou menos do que o último tempo.

Exercício

Um cão precisa se exercitar. Algumas raças têm mais energia que outras, mas todas elas precisam sair e andar.

Se seu cão tem ansiedade de separação, é melhor dar a caminhada mais longa do dia antes que ele seja deixado sozinho. Isto tornará mais fácil para ele relaxar e adormecer quando você sair.

Não descuide do exercício mental. Aprender novos truques, melhorar seu olfato ou procurar por um brinquedo fará seu cérebro trabalhar. Pode parecer bobagem, mas os cães também relaxam após uma sessão de exercícios mentais.

Entretenimento

Um cão que é entretido sofrerá menos com sua ausência. Certifique-se de que ele tenha brinquedos suficientes de diferentes tipos. Há alguns onde você pode esconder a comida e o cão terá que trabalhar duro para tirá-la.

Ao fazer um esforço para conseguir a comida dentro de casa, quando terminar, ele terá uma sensação de satisfação. Ele terá se divertido muito puxando o petisco para fora e, uma vez terminado, ele se deitará para descansar. Isto lhe proporcionará uma boa dose de prazer.

Não diga adeus demais quando sair

Uma despedida excessivamente afetuosa é contraproducente. O cão o interpretará como algo importante e causará mais ansiedade. Não é necessário eliminar completamente o adeus, mas normalizar a situação e tornar o adeus muito breve.

Se você precisar dar carinho a seu cão toda vez que sair, tente fazê-lo por algum tempo antes de partir. Desta forma, ele ficará relaxado quando você partir.

Conheça seu cachorro

Cada cão tem uma personalidade diferente e você deve fazer um esforço para saber do que ele gosta. Tente encontrar uma situação em que ele se sinta confortável quando estiver sozinho. Aqui estão alguns exemplos:

  • Deixe o rádio ou a TV ligados: ouvir o som de um filme ou música pode ser reconfortante.
  • Deixe uma luz acesa: se for de noite quando você sair ou quando chegar, tente deixar uma lâmpada acesa.
  • Preste atenção ao ambiente: certifique-se de que a cama esteja em um lugar livre de ruídos e correntes de ar. Não deve estar muito quente ou muito frio.
  • Coloque uma cama dentro de casa: isso ajuda muito caso ele sinta medo.
  • Considere adotar um outro cão ou gato: isto deve ser MUITO pensado pois envolve cuidar de outro ser vivo, mas o companheirismo de outro cão ou gato ajudará tremendamente.
  • Feromônios calmantes: para casos extremos, existem feromônios que relaxam os cães em situações estressantes. Entretanto, se chegar a esse ponto, você deve consultar seu veterinário ou um treinador.

Seu amigão sofre ou já sofreu de ansiedade de separação?

Esse artigo com certeza irá ajudá-lo!

Comentários