Ração para cachorro filhote: Como escolher a melhor de 2021?

Como escolher ração para cachorro filhote

O assunto de hoje é, como escolher ração para cachorro filhote, certamente você que é o proprietário de um Pet, que participou da vida do seu amigo desde quando ele era um filhote até a vida adulta, já teve essa dúvida, afinal as necessidades alimentares dos Pets mudam de acordo com cada fase de crescimento ao longo da vida, igualzinho a nós.

A alimentação de um cachorro filhote não é a mesma de um adulto ou idoso, e é importante levar em consideração se esse cachorro é acometido por alguma doença, pois isso também é importante na hora de escolher o tipo de ração.

Mas você sabe como escolher ração para Pet filhote? Vem comigo que eu te conto.

voltar ao menu ↑

As melhores rações para cachorro filhote do mercado

voltar ao menu ↑

Um pouco mais sobre as rações

Seria interessante conhecer um pouco sobre como as rações dos nossos amiguinhos são preparadas, afinal, quando vamos ao mercado comprar os alimentos para nossa família, sempre checamos o nível de qualidade, certo? Com os nossos cachorros também temos que ter esse cuidado, então vamos conhecer brevemente sobre esse assunto.

No processo de fabricação das rações, são utilizados vários ingredientes que irão variar de acordo com o tipo de ração, por exemplo: a ração para um cachorro que está com obesidade é diferente da tradicional, ela deve conter menos carboidratos e gorduras e mais fibras, para filhotes deve conter grãos menores, diferente da fase adulta, que são utilizados grãos maiores, são detalhes que por mais que sejam óbvios, muitos tutores deixam passar.

Na hora da escolha, podemos optar pela ração seca que é muito utilizada pela maioria dos tutores, que contém mais fibras e cereais para chegar na consistência ideal, e também as rações semi-úmidas e úmidas que são cozidas a vapor, que apesar de pouco usadas, estão cada vez mais em pauta os benefícios do seu uso, como por exemplo: a maior ingestão de água, também indicada para cachorro filhote e idoso, por facilitar no processo de mastigação. Tanto a seca quanto a úmida são ótimas opções, na hora da escolha sempre tenha a orientação do profissional veterinário.

Geralmente no processo de fabricação as matérias-primas utilizadas são de origem animal, como carnes que oferecem a proteína, gordura e farinha de ossos, algumas frutas, raízes, batata, grãos e cereais como soja, trigo, arroz, e as substâncias químicas como: corantes, conservantes e saborizantes. Em torno do assunto sempre surgem mitos e verdades, vamos a alguns?

Posso oferecer qualquer comida para o meu Pet?

Não, a alimentação do seu Pet deve conter os nutrientes necessários, levando em consideração a raça, a idade e o porte. Não podemos oferecer alimentos totalmente crus, que podem conter bactérias, alimentos processados, industrializados, com temperos, nem doces, nem ossos, podendo causar uma perfuração nos órgãos, frutas podem ser dadas como: banana e maçã, evitando-se as cítricas.

Meu cachorro pode adoecer por conta da má alimentação?

Sim, diferente do que muitas pessoas pensam, que o cachorro pode comer qualquer alimento, muitos até são criados a vida toda comendo errado, seu cão pode adoecer e até ir a óbito por conta de uma alimentação errada, podendo causar problemas de saúde como: tumores, problemas articulares e ortopédicos, obesidade, alergias, etc.

Posso dar qualquer ração para meu cão?

Não. Como dito anteriormente, a ração irá depender da raça, idade e porte do animal, observando-se também doenças pré-existentes. Há rações variadas para diversas situações, como por exemplo: ração para cachorro castrado, obeso, pequeno, médio e grande porte, para filhote, adulto e idoso.

Cachorro não precisa de atividade física!

Mito! Cachorro NECESSITA de atividade física, não podemos esquecer que seu instinto é de caçador, um animal muito ativo, sabemos que com a correria do dia a dia muitos proprietários não conseguem passear com seu Pet, ou ainda muitos deixam seu cão preso em correntes, isso prejudica muito a saúde do animal como um todo, deixando-o sedentário, com problemas de saúde como: obesidade e agressividade.

voltar ao menu ↑

Ração para cachorro Filhote

Assim como nós, os Pets passam por fases de crescimento, sendo necessário rever sua alimentação. Vamos falar um pouco sobre essa fase, que ele ainda é um filhote, geralmente uma fase encantadora, onde ficamos verdadeiros “donos bobões” morrendo de amores pelo nosso amiguinho.

  • Primeiras semanas de vida: É nessa fase que o cachorro se alimenta do leite materno, que é muito importante e decisivo para seu crescimento saudável, e que fortalecerá seu sistema imunológico.
  • 1 a 3 meses: nessa fase inicia-se o processo de desmame, é onde começa a nascer os primeiros dentes do seu cãozinho, não é aconselhável tirar bruscamente o leite materno, a melhor opção é intercalar com a ração para cachorro filhote.
  • 4 a 7 meses: É a fase em que o crescimento é muito acelerado, sendo necessário prestar bastante atenção na alimentação adequada, onde ele estará passando por um processo de transição para a fase adulta.

Importante citar que essa transição é diferente para cada tipo de raça, as raças pequenas a transição ocorre a partir dos 10 meses, as raças médias a partir de 12 meses, e as grandes a partir de 15 meses.

Melhores rações para cachorro filhote

A dieta para seu filhote deve ser muito equilibrada, como ressaltamos anteriormente, é muito importante para o seu desenvolvimento e fortalecimento da sua saúde. Vamos às dicas?

  • Ofereça uma ração com bastante cálcio, substância muito importante nessa fase, para um bom desenvolvimento ósseo.
  • Rações ricas em proteínas: ótimas para o desenvolvimento dos músculos e tecidos.
  • Escolha a forma, a textura e o tamanho correto para essa fase, evitando-se problemas digestivos.
  • Ração Seca ou Úmida? As duas são ótimas opções, nenhuma perde em valor nutricional, algumas diferenças de armazenamento somente, como por exemplo: a ração seca pode ficar mais tempo exposta, a ração úmida deve ter um cuidado maior, pois pelo fato de ser úmida ela é mais perecível e também mais saborosa, tendo que tomar cuidado na quantidade ao oferecer para seu filhote. Alguns tutores optam pela úmida por ela favorecer a mastigação, mas também as secas podem ser umidificadas de forma caseira. Sempre se lembre de tomar tais decisões com a ajuda de um veterinário.
  • Opte pelas rações Premium, pois elas contém um melhor valor nutricional, comparada às comuns (Standard) que contém mais gorduras e carboidratos.

Se você gostou dessas dicas, de como escolher ração para cachorro filhote, curta, comente e compartilhe com seus amigos!

O que você achou desta promoção?

Deixe uma Comentário

Promoções.PET
Logo